terça-feira, 27 de março de 2012

Aprenda a fazer pipas no CSU de Narandiba

Para quem quer aprender a fazer papagaios, o Centro Social Urbano de Narandiba está oferecendo à comunidade, nos dias  2 e 3  de abril (próximas segunda e terça-feira), a  Oficina de Confecção de Pipas. O curso será ministrado pelo instrutor carioca Eugênio Pipa. As inscrições já estão abertas e o interessado pode se informar por meio do número do CSU: 3116-9076.
História da pipa

Acredita-se que a primeira pipa do mundo tenha surgido na China, há cerca de120 anos a.C. criada por um general chamado Han Hisin, com o objetivo de medir a distancia de um túnel a ser escavado no castelo imperial. Com o passar do tempo, estas pipas logo que surgiram eram utilizadas para fim militares, tornaram-se uma arte popular aquele país. Aos poucos, foram levadas para países vizinhos como Japão e Coreia. No Japão por volta do século XI relatos indicam que as pipas eram empregadas pelos militares para levar mensagens secretas para os aliados. Nos países orientais, as pipas adquiriram um forte significado religioso e ritualstico, como atrativo de felicidade, sorte, nascimento, fertildade e vitoria, exemplo disso são as pipas com pinturas de dragões que atraem a prosperidade ou uma tartaruga longa vida, coruja sabedoria e assim por diante. No Brasil, estima-se que as pipas tenham chegado pela mãos dos portugueses na época da colonização. Hoje, elas são conhecidas por diversos nomes, dependendo da região do Pais: arraia (Bahia), pipa(Rio de Janeiro), papagaio e pipa (São Paulo), pandorga (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina),quadrado, tapioca, balde (Nordeste) e (Maranhão).

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário